Dénia.com
Pesquisar um artigo

Já existem 100.000 visitantes no Museu de la Mar

Janeiro 02 da 2020 - 14: 31

O Museu de la Mar registrou mais de 100.000 visitas desde a abertura, em junho de 2019. Para celebrá-lo, o Conselheiro para a Cultura, Raúl García de la Reina, recebeu hoje pela manhã o 100.000º visitante, o garoto Hugo Fornali Boucheron, acompanhado pelo avô Pierre. García de la Reina deu um presente para eles: o livro Denia O poder e o mar no segmento XI: o mundo taifa dels Banu Mugahid e uma reprodução de um mapa da cidade do século XVIII.

Durante os meses de verão, as visitas eram de cerca de 20.000 por mês, uma figura que fez o diretor do museu e arqueólogo municipal, Josep A. Gisbert, afirmar que a exposição que atualmente ocupa esse novo espaço de exposição, Tesouros do Mar de Dénia, “Deve ser um dos mais visitados da Comunidade Valenciana”.

O influxo de público nos meses seguintes também se manteve em níveis muito altos:

  • SETEMBRO: 12.745
  • OUTUBRO: 9.981
  • NOVEMBRO: 7.670
  • DEZEMBRO: cerca de 6.000

Novos expositores para a primavera

Gisbert lembrou também que, para disponibilizar ao público a grande coleção do Museu de la Mar, o objetivo é mudar 20% da coleção duas vezes por ano e adiantou que, na primavera, estão planejados dois novos vitrines expor um conjunto de cerâmicas republicanas encontradas na costa Dianense e peças de armas, algumas delas da fragata Guadalupe.

Da mesma forma, já estamos trabalhando no design de futuras exposições temáticas sobre as diferentes artes de pesca que ainda são utilizadas, documentando o que se sabe sobre elas nos séculos anteriores. O primeiro poderia chegar ao Museu de la Mar em direção ao outono e seria dedicado ao palangre.

1 Comentário
  1. Mai diz:

    Visitei o museu como turista com entusiasmo e desejo, mas lamentava muito que os pôsteres fossem todos apenas em valenciano. Não entendo por que dois idiomas não podem viver juntos, não seria mais lógico e inclusivo colocar os pôsteres nos dois?
    Estou visitando Denia há 3 anos, mas logicamente não voltarei, nem ao museu nem a Denia. Não me senti confortável em nenhuma das visitas culturais, já que no castelo mais do mesmo. Uma pena, porque as pessoas são maravilhosas e amigáveis ​​e a cidade é linda, mas acho que os responsáveis ​​pela cultura confundiram bilinguismo com exclusão.
    Viajei muito e você quase sempre encontra pôsteres informativos em museus e outros em vários idiomas, mesmo em inglês. Eu recomendo viajar para o vereador ou vereador de cultura.


34.557
3.991
7.413
1.750
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para oferecer publicidade personalizada e coletar dados estatísticos. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita nossos política de biscoitos.