Dénia.com
Pesquisar um artigo

Seva (PSOE) ataca a campanha suja no RRSS e contra o discurso xenófobo da VOX em sua visita ao mercado de Dénia

Novembro 08 da 2019 - 13: 31

A campanha eleitoral acabou novamente e o domingo está votando ... novamente. Portanto, formações políticas voltaram às ruas para fazer sua segunda campanha pelos generais até agora este ano.

Faltam poucas horas para que termine com o dia da reflexão, aproveitando o fato de coincidir com o mercado de frutas e legumes da Rua Magallanes, onde, como toda sexta-feira, há um grande afluxo de vizinhos, os socialistas de Dénia acompanhados por Yolanda Seva, número 4 da lista de Alicante no Congresso, e Ana Martínez, candidata ao Senado, para distribuir folhetos entre os presentes.

Seva também participou da mídia, relatando o programa de Pedro Sánchez com o qual ele se apresenta a essa campanha incomumente curta. "É acima de tudo uma campanha por direitos sociais, emprego, ecologia, educação e, acima de tudo, uma campanha de conscientização de que devemos lutar para ter esse governo estável. Esse governo que deveríamos ter Abril 28, uma vez que o PSOE era o partido mais votado, com deputados da 123, dobrando-se para a segunda força política no estado espanhol. políticas que começamos a desenvolver nos meses de governo da 12 ", diz o candidato.

Além disso, ele lançou um dardo envenenado no Popular, acusando-os de supostamente realizar uma campanha suja nas redes sociais para desmobilizar o voto da esquerda. Ele também criticou o partido de extrema-direita VOX, que as últimas pesquisas colocam como terceira força. "Espero que o 10N saia para votar, porque temos que estar cientes de que a extrema direita de abril foi uma ameaça e hoje é uma realidade. E essa realidade não pode surgir, nem pode participar de instituições democráticas que dão homofobia, xenofobia e que não nos levam a lugar algum neste país "salienta Seva.

Distribua um eleitorado irado

Os candidatos do PSOE para Alicante admitiram que trabalham contra uma cidadania enfurecida e cansada de tantos apelos eleitorais. No entanto, eles se escondem no fato de que seu partido também é vítima disso, chamando de "ilógico" que a vitória com os deputados da 123 deva retornar para participar desse cenário. "E aqui estamos por não concordar com a independência, por não ceder à chantagem política de outras formações e pela irresponsabilidade dos partidos de direita que não se abstiveram de formar um governo estável neste país", declara Yolanda Seva.

Deixe um comentário

    34.567
    3.992
    7.432
    1.750
    Utilizamos cookies próprios e de terceiros para oferecer publicidade personalizada e coletar dados estatísticos. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita nossos política de biscoitos.