Dénia.com
Pesquisar um artigo

Apresentação da nova escultura de Toni Marí para conscientizar sobre a deterioração do meio ambiente

Junho 25 de 2020 - 13: 21

Esta manhã, o prefeito de Dénia, Vicent Grimalt, Diretor de Marina de Denia, Gabriel Martínez, o governador do Distrito 2203 do Rotary International, Arturo Alagón e o presidente do Rotary Club de Dénia, Paqui Caparrós, inauguraram a escultura, localizada na entrada da Marina e do porto turístico de Dénia.

"Gostaria de expressar a alegria e gratidão por ter essa escultura em casa e ao alcance dos olhos de nossos cidadãos e de todos que nos visitam"Foi assim que Gabriel Martínez iniciou a conferência de imprensa. Esta peça, realizada pelo escultor Toni Marí, é um peixe-sol de 3 por 2,5 metros e que visa conscientizar a necessidade de cuidar do meio ambiente. "Quero agradecer a todos que tornaram possível esse projeto, que acredito ter sido colocado no lugar perfeito", disse Toni Marí.

Por sua parte, Paqui Caparrós agradeceu a Marina de Dénia por abrir mão do espaço para localizar a iniciativa do Rotary Club de Dénia, "Isso começou com a idéia de transmitir, educar e conscientizar sobre o meio ambiente". Este ano, o Rotary Club de Dénia incluiu entre seus projetos a conscientização sobre a deterioração do meio ambiente que está ocorrendo em todo o mundo e, principalmente, a dos mares devido à poluição, principalmente por plásticos. Esta escultura em forma de peixe à beira-mar serve para nos lembrar que eles estão lá e devemos respeitar e proteger o lugar onde eles vivem e desfrutam.

O prefeito de Dénia agradeceu ao Rotary Club pelo trabalho realizado e também a Urbaser Dénia pelo serviço prestado. "Eu pessoalmente gosto da escultura e foi colocada em um lugar que une dois ecossistemas muito importantes para Dénia, a praia e o mar e perto da escultura de Joan Castejón. A partir daqui, gostaria de apelar para que as pessoas percebam que respeitar o meio ambiente é essencial, pois pode ser ainda pior do que o vírus que temos agora ”, Vicent Grimalt concluiu.

4 Comentários
  1. cântico diz:

    O problema com esses grandes navios nas cidades e nos pequenos portos é que eles destroem o fundo do mar, POSIDONIA neste caso, além de impedir a passagem de baleias e golfinhos, etc. porque há pouca profundidade.

    Além de sujar as praias, para onde vai a posidonia morta, na DENIA, por exemplo ...

    Além disso, esses barcos, com SMOKE NOISE e BAD ODOR, que os tornam insuportáveis ​​...
    Não evolui de todo nesse sentido.

    Eles não apenas transportam viajantes, mas transportam todos os tipos de veículos, carros, vans, caminhões, reboques, etc.

    Eles são mais adequados para capitais provinciais.

    Comprimento em Km:

    Denia: 20 km de costa
    Maiorca: 100 x 70 km
    Menorca 53 × 20 km
    Ibiza: mede 40 × 15 km
    Formentera: 20x 2 km

    Com base nessas medidas, você não acha que é hora de proteger nossas ilhas, não permitindo que veículos sejam transportados e alugados nas ilhas e seu número é limitado?

    Com barcos, sem velocidade excessiva, para permitir que você aproveite a viagem e sem destruir a fauna marinha, eles também devem ser menores e transportar APENAS PASSAGEIROS e no máximo 100/200.

    São tão grandes que transportam mais de mil pessoas ... algumas ... não devem deixar Denia, nem pequenas cidades ..., não é necessário, todos os tipos de transporte já estão sendo utilizados nas capitais provinciais: Valência, etc.

    https://www.balearia.com/es/flota

    Existem dois tipos de TURISMO:

    Turismo que deixa uma PEGADA e não deixa uma PEGADA.

    Eles vão de férias, desfrutam do meio ambiente, cuidam disso e vão embora.
    Eles não compram casas que depois deixam vazias, destruindo a NATUREZA, das ilhas e lugares especiais, ou se deslocam com seus veículos em barcos, são alugadas lá e é isso.

    BARCOS ELÉTRICOS PÚBLICOS, sem carga de VEÍCULO, sem RUÍDO, sem FUMO, sem MAUS odores.

    Para um TURISMO QUE NÃO DEIXE UMA PEGADA,
    E que seus habitantes trabalhem para viver, para não serem participantes da destruição do meio ambiente, comprando essas casas que estão vazias.

    JÁ!!!!

    PASSE ON

    OBRIGADO

  2. Carmen Gómez Lorenzo ou Carol diz:

    Caros concidadãos,

    Como você pode ter tanta hipocrisia e dizer que esse grotesco foi feito para aumentar a conscientização sobre o meio ambiente ... se ele foi instalado no topo da rocha, pela força, danificando-a, no meio de uma imagem para o meio ambiente? natureza totalmente virgem, em espaço público, os primeiros OITO metros do mar, que devem ser intocáveis, não respeitando o mais básico em termos de meio ambiente.

    Não existe cultura alguma ou há muita ousadia?

    Eles não têm idéia do que é arte, onde deve ser instalada e o respeito pelos transeuntes e pelo meio ambiente.

    Eles são claramente fotografados lá, em frente ao “grotesco”, como deve ser chamado, dizendo: apoiamos isso e mesmo sendo os únicos, daqui daqui não se mexe…

    Ande alguns metros mais alto e verá o que nos é respeitado ... a grade da rampa caída no chão ..., por meses e meses ... eles usaram o dinheiro do DEPURADORA, que é muito importante, para consertar a costa e os cavalheiros Veja como está tudo ... se você é cego, se é de noite, se fica confuso olhando para o telefone, etc. o golpe, se você contar, será descanso absoluto, por meses ...

    É o preço que pagamos, para que o POSIDONIA MORTO, que chega às praias, pelo trânsito dos navios Balearia e de tamanho equivalente, que, com tão pouca profundidade, corte o POSIDONIA VIVA, que traz tantos benefícios , verde e vivo, localizado no fundo do mar.
    Que mais tarde, quando chegar setembro, eles partirão novamente, que os mortos mortos acumulam, na praia, por meses, sem piedade, nem respeito, e isso servirá para dizer que impede que as ondas e o mar entrem ... mas amigos, contra o Não há ninguém que possa navegar no mar e que então tire tudo e nos custe um pastão para deixá-lo limpo e o resto, calçadas, estradas, árvores, plantas, etc. destruídos por máquinas, que devem ser removidas se ou se.

    Miséria ... dinheiro ... poder ... interesses demais, pegar o touro pelos chifres e acabar de uma vez por todas, com tanta ousadia, tanto em palavras quanto em ações ...

    Essa é a proteção do meio ambiente que eles querem nos lembrar, com aquele grotesco em meio a um lugar sonhador e vista para o mar.

    Balearia só tem que viajar com viajantes e pequenas embarcações e ELÉTRICA.
    A limpeza deve ser feita com máquinas elétricas pequenas, sem fumaça, sem ruído e práticas, atualizando-a…

    Limpeza, respeitando Denia, onde quer que você vá, Rotas, Marinas, Montgo, área urbana, centro da cidade, etc. diariamente, consertando as ruas, plantando árvores, impedindo o estrangulamento de árvores, pinhais, áreas verdes etc. construir edifícios cada vez mais altos, com enormes guindastes que não param, invadir-nos com casas vazias e roubar-nos dessas áreas que deveriam ser verdes ou residenciais, para não destruir o meio ambiente.

    Por favor, BASTANTE !!!

    Eles não querem enganar os cidadãos, para que um arquiteto se torne público e famoso, que consente que sua arte seja colocada em um local que danifique visualmente e abra a rocha, o AMBIENTE.

    Como não existem mais lugares maravilhosos que precisam ser protegidos por lei, pelas costas e pelo PARQUE NATURAL DE MONTGO, faça-o como CIDADÃO, para que não tentem enganá-lo ...

    ELES NÃO PODEM COLOCAR NADA.
    OS PRIMEIROS OITO METROS E MAIS NO MAR, SÃO IMPUTÁVEIS POR LEI.

    Esse era o preço a ser pago, para que esse porto pudesse ser construído e eles nem sequer respeitavam e dia após dia cometem maior ousadia, destruindo tudo, querendo deixá-lo ao seu capricho, NÃO RESPEITANDO O MEIO AMBIENTE, OU O CIDADÃO.

    Vamos terminar com tanta ousadia: BASTANTE AGORA !!!

    PÃO para HOJE é FOME para AMANHÃ

    LEMBRE-SE QUANTO TE DIZO

    Exortar a União Européia a INSPECÇÕES constantes e a avaliar as conseqüências de terraplenagem, em um local que seja 100% PROTEGIDO.


35.810
4.152
9.536
1.990
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para oferecer publicidade personalizada e coletar dados estatísticos. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita nossos política de biscoitos.