Dénia.com
Pesquisar um artigo

Os restos de sucata e lixo esquecidos no mar de Dénia renascem na forma de uma escultura

05 Outubro 2022 - 11: 04

Mais uma vez, “com o objetivo de atuar coletivamente na defesa do meio natural que nos cerca”, como aponta o Conselheiro para a Transição Ecológica, Maite Pérez Conejero, a Câmara Municipal de Dénia pede a colaboração dos cidadãos para colaborar no dia de limpeza da costa para um mar limpo que acontecerá no domingo, 16 de outubro.

A atividade começará às 08:00 da manhã nos arredores de pesca do porto de Dénia. Os participantes terão aparcamiento livre no estacionamento fornecido pelo Pòsit de Dénia. À entrada, serão dadas as ferramentas necessárias para uma limpeza que pode ser feita de três formas: caminhando ao longo da costa, por Les Rotes, os quebra-mares do porto de Dénia e o praias de Punta Raset e Albaranes; de barco (caiaque, paddle surf, canoa e outros) recolhendo quaisquer detritos flutuantes encontrados durante a navegação ou mergulho pelas áreas estabelecidas: a reserva marinha do Cabo de Sant Antoni, a reserva natural do fundo do mar (Marineta Cassiana e área sul do cabo) e a área norte do porto de Dénia.

O ataque durará cerca de uma hora e meia. Mais tarde, nas imediações do mercado do peixe, tudo o que for recolhido será pesado.

Às 12h00, como culminação do dia solidário, será apresentada uma escultura do artista Fallas Rafa Cheli usando a sucata coletada no porto de Dénia em edições anteriores do para um mar limpo.

Além disso, para premiar o envolvimento dos cidadãos, será distribuído entre os participantes um pormenor que consistirá numa vassoura de plástico reciclado (também dos resíduos recolhidos em edições anteriores) fabricada com a colaboração das empresas da Marina Alta Industrias Aura, Reciclagem de Garrafas e Vigar.

Como se registrar

Os interessados ​​em colaborar na conferência devem se inscrever enviando um e-mail para a ONG valenciana Eucrante, que trabalha no estudo e sensibilização para a preservação do meio marinho e colabora com a Câmara Municipal no voluntariado e na educação ambiental marinha. Eles também podem aparecer no mesmo domingo e se registrar no ponto de encontro.

peixe lixo

Com a ideia de criar arte a partir de resíduos, o Departamento de Transição Ecológica e o artista Dianense Rafa Cheli empreenderam a tarefa de converter parte da sucata coletada no porto de Dénia na edição anterior em um trabalho artístico que servirá para levantar conscientização da população.

A figura, de 3 metros de altura por 4,5 metros de comprimento, com uma largura de cerca de um metro e quarenta, representa um peixe mediterrâneo: o fadri ou fredi (peru Thalassoma).

A obra é uma mistura de rodas, carrinhos de compras e fiação, entre outros resíduos recuperados das águas do porto, que compõem as vísceras dos peixes. A cabeça e a cauda são feitas de poliéster. A escultura repousa sobre uma base de concreto.

O peixe de sucata criado por Cheli será instalado na pequena esplanada em frente à saída traseira do Museu de la Mar.

1 Comentário
  1. rudiberto diz:

    Uma vassoura de plástico resulta em microplástico disperso quando usada. Isso me parece desaconselhável.


37.861
0
12.913
2.460