Dénia.com
Pesquisar um artigo

“Las Fallas tem que ser um espelho para se olhar: inclusivo, igualitário e sem alfinete”

02 Março 2020 - 10: 36

Durante a tarde de sábado, ocorreu o ato que inicia as festas de fallas. Na Plaza del Consell, os falleros e falleras de cada comissão se reuniam, liderados por suas posições, onde esperavam ansiosamente as palavras dos Falleras Mayores de Dénia, bem como a proclamação de que, nessa ocasião, estava a cargo de Jaume Pérez Puig.

Sob o olhar atento de uma praça lotada, o prefeito Vicent Grimalt Ele entregou as chaves da cidade a Safir Malonda e Martina Gimeno, Fallera Mayor e Fallera Mayor Infantil das festas 2020. Na crida, os dois mais altos representantes desse exercício apresentaram cada comissão uma por uma, anunciando o início do Falhas Dénia com um retumbante "Ha estem en falles!".

Anteriormente, o fallero do Baix la Mar, Jaume Pérez Puig, estava encarregado de iniciar o ato com uma proclamação vingativa, que incentivava a luta pela cultura e essência valenciana em um dos maiores grupos festivos da Comunidade Valenciana. "Os Fallas devem ser o espelho para olhar. Eles devem ser diversos, inclusivos, igualitários, iguais ... e sem um alfinete", disse o pregador que raspa a política imposta nos centros educacionais de Múrcia. "Lembre-se do que realmente importa. Não é pensar no passado, nem no futuro dos Fallas, o importante é levar o presente da festa, e é isso que você está fazendo todos os dias"Perez se estressou em dizer adeus.

Deixe um comentário

    36.260
    4.210
    10.323
    2.050
    Utilizamos cookies próprios e de terceiros para oferecer publicidade personalizada e coletar dados estatísticos. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita nossos política de biscoitos.