Dénia.com
Pesquisar um artigo

Os números da habitação turística em Dénia: um estudo para conseguir a regulação do setor

Novembro 28 da 2023 - 10: 17

A Universidade de Alicante, a pedido da Câmara Municipal de Dénia, realizou um estudo detalhado sobre a situação actual da habitação turística na cidade, um primeiro passo significativo para melhorar a regulação deste sector. O Conselheiro Territorial, M. Josep Ripol, apresentou esta análise durante o primeiro Consell d'Urbanisme do novo mandato.

O relatório realizado pela Universidade, disponível no site da Câmara Municipal, baseou-se nas casas para uso turístico oferecidas nas plataformas online Airbnb e Vrbo. Os dados iniciais do estudo mostram uma diminuição da oferta devido ao impacto da pandemia, passando de 6.200 casas em 2019 para 4.700 em 2022.

Da mesma forma, destaca-se que este valor coincide com as habitações registadas no Departamento, o que leva a concluir que não existe uma percentagem elevada de arrendamentos irregulares em Dénia, embora seja destacada a importância de manter fiscalizações no sector.

Por área, Las Marinas concentra o maior número de moradias de uso turístico (2.574), seguida por Les Rotes-Montgo (1.432). No centro urbano, o número cai para 605 domicílios cadastrados, dos quais 40% estão localizados na orla marítima.

Com o objectivo de melhorar o controlo e agilização das licenças, o departamento territorial municipal irá estabelecer um serviço único para processar pedidos de empresas profissionais registadas no Departamento. A previsão é que este novo serviço comece a operar a partir de 1º de janeiro de 2024.

Além disso, seguindo as recomendações da Universidade de Alicante, o município trabalhará no acompanhamento contínuo da evolução da habitação turística na cidade para estabelecer restrições de acordo com as áreas urbanas e suas características. Por exemplo, em áreas urbanas como Baix la Mar e Port-Centre existe um volume de habitação turística que varia entre 30 e 50 camas por 100 habitantes.

4 Comentários
  1. TINA diz:

    As casas de aluguel piratas não estão incluídas nessa lista. Por vezes os estudos/pesquisas realizados não reflectem a realidade, reflectem simplesmente o resultado do estudo realizado com base em premissas estabelecidas para o mesmo, repito NÃO a realidade. Existem inúmeras casas de aluguer turístico que não possuem identificação.

  2. Luis diz:

    Os imóveis dedicados ao arrendamento turístico teriam de estar em áreas delimitadas apenas para esse efeito. Nunca em áreas residenciais no meio de comunidades vizinhas. Os aluguéis turísticos destroem sociedades. É como um câncer que destrói tudo. Este estudo só pode contar com empresas cadastradas, que representam o menor percentual. A oferta é inundada por aluguéis ilegais que operam sem licença ou com licenças falsas.

    • LRG diz:

      Luis, você tem provas de onde estão as irregularidades. Digo isso porque ajudo você a fazer uma lista, sem asperezas.

      • Luis diz:

        É muito fácil. Verifique na sua área e através de plataformas de internet, AIRBNB etc. Muitos sem licença ou com licenças falsas.


37.861
4.463
12.913
2.680