Dénia.com
Pesquisar um artigo

Colomer afirma ao CEDMA e AETHMA seu apoio para expandir a capacidade dentro dos restaurantes na fase 2

Maio 23 da 2020 - 10: 24

O secretário autônomo da Turisme, Francesc Colomer, destacou o apoio da Turisme a vários pedidos do setor coletados atualmente e que nesta sexta-feira ele pôde compartilhar com algumas entidades empresariais.

Nesse sentido, ele indicou que sua intenção é sugerir ao presidente da Generalitat, Ximo Puig, que, na próxima Conferência de Presidentes, solicite a modificação da capacidade do serviço prestado na mesa do restaurante na fase 2, entre outras questões.

Isto foi afirmado por Francesc Colomer durante a reunião que realizou com o Negócios Cercle Marina Alta (Cedma) e a Associação de Empresários em Hotelaria e Turismo da Marina Alta.

Colomer explicou que, entre as sugestões coletadas, "Concordamos com a necessidade de mudar a porcentagem de serviço de mesa a ser expandida dentro dos estabelecimentos de catering, que atualmente é de 40%, na medida em que o espaço interno permitir, garantindo a distância social de segurança". "Se este pedido não for possível, exorte pelo menos que a capacidade de consumo interno seja aumentada para 50% na fase 2, como é o caso dos terraços na fase 1", matizou.

Mobilidade interprovincial

Também incluiu uma solicitação que "O fluxo interprovincial de cidadãos é permitido, já que essa mobilidade beneficiaria diretamente o setor de turismo, um dos mais atingidos durante esta pandemia e que precisa ser reativado o mais rápido possível".

O chefe da Turisme enfatizou que "Esses pedidos sempre estarão sujeitos à segurança da saúde, porque o principal e a prioridade é garantir a segurança dos cidadãos, mas também é necessário introduzir novos avanços para impulsionar o setor de turismo".

Francesc Colomer também transferiu "a necessidade da quarentena necessária para que turistas internacionais terminem quando o estado de alarme terminar" e que "Essa medida gerou certa confusão nos mercados internacionais e todos devemos contribuir para esclarecer que, uma vez que o estado de alarme passe e o tráfego aéreo e a abertura das fronteiras sejam reiniciados, os turistas poderão retornar enquanto as medidas de segurança necessária ".

O chefe da Turisme enfatizou que "O mais importante é sempre a segurança das pessoas, mas devemos nos alinhar com a posição que a Europa está adotando para enfatizar a necessidade de reativar o turismo o mais rápido possível, estabelecendo corredores entre regiões em situação avançada de segurança".

1 Comentário
  1. Francisco diz:

    Como sempre, favorecer aqueles que poluem e pagam. E praticar esportes individuais que não prejudicam o meio ambiente os marginaliza. Agradeço aos meus funcionários políticos. Nas próximas eleições, não conte com o meu voto.


35.306
4.085
8.576
1.940
Utilizamos cookies próprios e de terceiros para oferecer publicidade personalizada e coletar dados estatísticos. Se você continuar navegando, consideramos que você aceita nossos política de biscoitos.